(Foto: Reprodução)

Olá chuchus, quem me acompanha aqui no blog e nas minhas redes sociais sabe que sou católica. E claro que um dia tão especial como o dia de hoje, não pode ser passado em branco não é mesmo?

Por isso, resolvi fazer esse post contando um pouco sobre a história de Nossa Senhora de aparecida.

Antes de começar a história de Nossa Senhora, gostaria de deixar bem claro a todos que NÓS CATÓLICOS NÃO ADORAMOS IMAGENS COMO MUITOS POR AÍ DIZEM. As imagens são apenas uma representação em gesso de pessoas que foram muito importante para nossa religião. As imagens de santos são como fotografias de alguém querido, alguém que a gente olha e sente saudade e admiração. Não há uma adoração a eles, mas sim uma veneração por serem pessoas que doaram suas vidas ao amor pela igreja  e por seguir fielmente os caminhos que o Senhor preparou.

Agora voltemos a mãezinha, lá pelo segundo semestre de 1717 três pescadores foram ao rio Paraíba com intenção de pescar alguns peixes, apesar de não ser temporada de pesca, para oferecer a Dom Pedro de Almeida que faria uma visita a cidade. E como já era de se imaginar, suas tentativas foram frustradas, muitas vezes as redes foram lançadas ao rio mas sem sucesso algum. Os três pescadores que eram Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso apesar da dificuldade não desistiram e rezaram muito a Deus e a Virgem Maria para que eles os abençoassem com essa graça.

Após muitas tentativas eles resolveram descer o curso do rio até chegarem ao Porto do Itaguaçu. Já estavam quase desistindo quando João Alves jogou suas redes novamente e pegou algo, mas não eram peixes era o corpo de uma santa. Ao lançar a rede novamente, pescou a cabeça da santa. Assim constatando que era a imagem da Virgem Maria, mãe de Deus. E a imagem era preta, isso se dá porque naquela época havia escravidão enraizada ainda aqui no Brasil, então essa foi uma forma que a mãezinha teve em mostrar para gente que ela estava ao lado dos mais humildes e sofridos daquela época. Depois de montar a santa eles perceberam que a imagem ficou tão pezada que não dava para mover e o mesmo tempo começou a surgir vários e vários peixes. Tantos peixes que eles tiveram que voltar a terra firme, pois, com a quantidade de peixes que surgiu as embarcações dos pescadores não aguentaria e estava sujeito a afundar.

E sim essa imagem encontrada existe até hoje, se encontra lá na basílica de Aparecida do Norte aqui no interior de São Paulo.

Espero que vocês tenham gostado de aprender um pouquinho sobre a história da Padroeira do Brasil, beijinhos e até o próximo post que vou postar ainda hoje.


Deixe um comentário

Olá galera comentem o que acharam do poste, e não se esqueçam de deixar o link do blog de vocês. Beijos da Jujuba!