(Foto: Reprodução)

Sinto que meus pensamentos são meu presidio, tento fugir mas não consigo, afinal, está tudo na minha cabeça. Vez ou outra estou feliz, repleta de pensamentos positivos e esperançosos sobre o futuro que me aguarda. Porém, os dias tristes acabam vindo e eu ainda não sei como lidar com toda essa escuridão, faz tempo que eu convivo com ela. Há momentos em que eu gosto dela, em contra partida, ela me leva a um profundo vazio. Lugar em que não consigo sair facilmente, mesmo pedindo ajuda apenas meu eu é capaz de me tirar de lá.

Pensar em coisas que eu não gostaria já virou de lei. Juro que tento afastar minhas trevas, mas elas são muito mais fortes do que eu. Sinto a constante sensação de que não tenho controle sobre a minha própria mente. Faz parecer que as coisas sempre dão certo para todo mundo menos para mim. O amor, por exemplo, nunca bateu na minha porta. Fico me questionando se eu sou o problema, se eu o espanto, se não sei amar o suficiente para ser amada de volta. Talvez o problema além de ser interno seja externo também. Será que falta beleza suficiente para alguém querer ficar?

Acho engraçado o modo como as pessoas que passam pela minha vida me olham. Muitas acham que me conhecem o suficiente, mas  nenhuma nunca suspeitou que meu interior anda estranho. Fico me questionando se sou boa em fingir estar feliz, ou se elas realmente não se importam. Como podem dizer que me conhecem se nem ao menos notam que algo está errado? Quero um alguém que realmente olhe pra dentro de mim e esteja disposto a me ajudar. Acho que esse alguém não existe, se existe ainda não fomos apresentados. Quem sabe  um dia a vida nos apresente um ao outro.

Me sinto tão usada pelas pessoas. Como se eu fosse uma folha de caderno, onde coisas são escritas e caso haja um erro ortográfico, é amassada e jogada fora. Apesar desse sentimento, continuo deixando entrarem na minha vida porque eu também as uso. São como um escudo, me distraem, me tiram da minha excessiva solidão. Não me sinto bem em reclamar de ser usada e usar, mas eu tenho que tentar me manter na luz de alguma forma e esse é o melhor jeito. O problema é que quando se cansam de mim, minha única companhia volta a ser a solidão.





3 Comentários

  1. Olá! Tudo bem?
    Menina que texto encantador. Acho que algumas vezes somos como folhas de caderno, mas os sentimentos ficam e se vão e com isso aprendemos e amadurecemos sempre. o que é bom fica dentro da gente e nos acompanha sempre. Amei o seu texto <3
    Beijocas.

    www.mwumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie!
    Fiquei tocada com seu texto, já me senti assim muitas vezes. É difícil dar uma palavra que contrarie isso porque só quem sente na pele pra saber. O consolo é saber que passa. Sim, passa. E a gente aprende que aos poucos a vida traz pessoas de verdade pra perto de nós. <3

    Beijo,
    www.vitaminatrendy.com

    ResponderExcluir
  3. Seu texto é muito encantador, fiquei muito reflexiva depois que li ele.

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir

Olá galera comentem o que acharam do poste, e não se esqueçam de deixar o link do blog de vocês. Beijos da Jujuba!