(Foto: Divulgação)

Sinópse: "Um pedaço de carne; feito para reproduzir; além da sua data de vencimento; parte do rebanho. Mulheres não têm que se encaixar em estereótipos. Tara, Cam e Stella são estranhas vivendo suas próprias vidas da melhor forma que podem, apesar de poder ser difícil gostar do que você vê no espelho quando a sociedade grita que você devia viver de um jeito específico. Quando um evento extraordinário cria laços invisíveis de amizade entre elas, a catástrofe de uma mulher vira a inspiração de outra, e uma lição para todas. Às vezes não tem problema não seguir o rebanho. Vacas é um livro poderoso sobre três mulheres julgando uma à outra, mas também a si mesmas. Entre todo o barulho da vida moderna, elas precisam encontrar suas próprias vozes".

Resenha:

Olá Chuchus!

Hoje tenho uma dica de leitura muito legal pra vocês, o Vacas, sim você não leu errado o livro se chama Vacas. Ele é aquele livro que tem a capa linda e que chama a sua atenção de primeira vista, sabe? Além da capa o que me chamou atenção foi o subtítulo "Nem toda mulher quer ser princesa". Aí você me pergunta, "justo você não quer? A guria que sempre lê livros de amorzinho!", pois é, digamos que eu esteja numa nova fase da minha vida e esse livro chegou na hora certa. Acho que toda mulher deveria ler ele, pois relata coisas que querendo ou não as mulheres acabam passando em seu dia a dia.

O livro relata a história de três mulheres: a Tara é mãe solo e produtora de um canal de documentários, ela é excelente no que faz mas seus colegas de trabalho as desmerecem por ser mulher. A Stella vive assombrada por uma doença que tirou a vida de sua mãe e sua irmã gemia. E a Cam, uma blogueira feminista super famosa e bem sucedida. O livro é narrado em primeira pessoa pela Tara e Stella, já a parte da Cam é em terceira.

O enredo começa contando um pouco sobre a vida e as dificuldades de cada uma, mas uma hora ou outra o destino vai acabar dando um jeitinho de fazer elas se encontrarem. Eu me identifiquei muito com várias coisas presente nas personalidades delas e acredito que conforme você vai lendo vai se identificando, tanto nas parte mais emocionais quanto nas racionais.

A Cam é a destemida, determinada e inteligente e ficou famosa nas redes sociais justamente por ser assim. O intuito dela é mostrar para as mulheres que elas podem sim escolher como vão levar as suas vidas, independente do que a sociedade ache disso. Entretanto, ela não critica ou julga as mulheres conservados, pelo contrario ela entende o pensamento destas mulheres e quer que elas também a compreenda e entenda o que mulheres como a Cam sente.

Guerreira por criar sozinha sua filha, mesmo sofrendo preconceito por parte das mães das outras crianças da escolinha de sua filha, Tara vai acabar passando por uns perrengues durante a história. Acontecerá um fato que a deixara famosa, mas não de um jeito bom perante a sociedade. A partir dai a personagem terá que arranjar forças para conseguir lidar com a situação e ainda assim não deixar transparecer para sua filha que as coisas estão difíceis, afinal ela é apenas uma criança de 6 anos.

Apesar de ter gostado muito do livro, eu não o indico para pessoas que mais sensíveis emocionalmente. A personagem Stella é bem emotiva e ela mostra quadros de depressão por causa de suas perdas, teve partes dela que eu não queria ler porque me fazia sentir mal e para baixo. Pensei muitas vezes em pular as partes dela, mas eu sabia que precisaria ler o livro inteiro para entender o contexto da história. Essa minha relutância pessoal fez eu demorar um pouco mais de tempo para concluir a leitura.

E vocês o que acharam da sinopse e da resenha? Já leram vacas? Se sim, deixem suas considerações aqui em baixo.




Deixe um comentário

Olá galera comentem o que acharam do poste, e não se esqueçam de deixar o link do blog de vocês. Beijos da Jujuba!